Tenente-coronel Cid está na mira de Alexandre de Moares, diz jornalista

Tenente coronel Cid e Bolsonaro

Ex-braço direito de Bolsonaro está na mira de Alexandre de Moraes

Bela Megale

Quando o nome de Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro, aparece nas conversas de interlocutores com Alexandre de Moraes, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) deixa evidente que o coronel está na sua “mira”.

Questionado sobre qual será o futuro das investigações que correm na corte envolvendo Mauro Cid, Moraes tem respondido, a portas fechadas: “esse me aguarde”.

Ex-integrantes do governo Bolsonaro com interlocução direta no STF descrevem Cid como uma das figuras que atuou de maneira mais incendiária junto ao ex-presidente durante seu governo em questionamentos sobre as urnas e o Judiciário. O coronel, no entanto, nega atuação nessa frente e diz que sua conduta foi profissional.

Cid é alvo de ao menos quatro ações que correm no STF e na Justiça comum ligadas à sua atividade como ajudante de ordens de Bolsonaro. O coronel é investigado no inquérito da Polícia Federal que apura o caso das joias da Arábia Saudita. Foi ele quem assinou o ofício que determinou que um funcionário do gabinete presidencial tentasse reaver um conjunto de R$ 16,5 milhões retido pela Receita Federal e que seria destinado ao seu antigo chefe.

Como informou a coluna, há na cúpula do Exército o arrependimento de não ter feito reprimendas a Cid quando ele ainda era ajudante de ordens de Jair Bolsonaro. A avaliação na Força é que ele “extrapolou” suas funções e acabou contaminando a imagem dos militares.

O Globo/montedo.com

6 respostas

  1. O FE achava que somente ele sabia fazer Operações Psicológicas. a qualquer momento as 6 horas manha, pode acordar com a PF batendo a sua porta. Isso e Operação Psicológica, pode ser que o Ministro nao Tenha nada, mas a Preocupação vai estar sempre rondando.

    1. Operacao psicologica….foi tudo treinamento. Esse Conhecimento nunca foi posto em pratica, serve apenas ao embuste

      Xandao nao treina, o judiciario nao treina. Todo dia é um dia real para o judiciario.

      Agora realmente deve ser tenso todo dia 5 horas da manha ter que puxar a cortina e ver se tem uma viatura preta na porta da casa….

      Haja coracaoooo

  2. Primeiro, Devo Corrigir O Jornalista, O Ministro Alexandre De Moraes Representa Parcela De Um Poder de Jurisdição Que Cabe Ao Estado, ao Efetuar A Prestação Jurisdicional, Então Esse Cidadão Controverso Está Na “Mira” Do Poder Judiciário. Agora Indo Ao Ponto Principal, chega ser até vergonhoso falar, mas Esse Conseguiu O Impossível, Além De Estar Na “Mira” Do Judiciário, Conseguiu Também Estar Na Da PF, Da Receita, Da Sua Própria Força – Pois Não Submergiu “quem não e visto não é notado” -, da mídia E Por Fim Do Seu Ex-Chefe Direto, Com Medo De Uma Possível Delação Premiada, então consegue Estar Em Todo Lugar quando deveria estar no seu lugar comun. Triste tudo isso, já que reverbera no bom conceito que goza a classe militar.

  3. Infelizmente esse TC foi capacho do presidente insano, agora vai responder pelos os processos judiciais, além de macular a imagem da força Terrestre

  4. Mas pessoal o que este militar Poderia fazer a Não ser ter Aproveitamento nos Cursos que a Força ofereceu? Já foi sumariamente punido em Não poder assumir o cmdo do Btl. O resto É funcional. Não podemos misturar alhos com bugalhos. Que houve na Poupex? Enquanto isto, agora sim, a boiada vai passando. Acordemos…

  5. sua punição é ir desfrutar sua ótima reserva remunerada com um ótimo salário e morar em qualquer estado que quiser, se fosse um praça aí sim estaria ferrado como disse o atual presidente o que faria com o sergio moro e ainda por cima no final de tudo disse que era armação do próprio moro kkkkkkkkkk

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo