Senador diz que contou a Braga Netto o plano golpista de Bolsonaro

 (Crédito: Adriano Machado)

Em entrevista a VEJA, Marcos do Val disse que conversa com o general foi recente e que ele se mostrou absolutamente surpreso com a história

Leonardo Caldas
Depois da reunião entre o então presidente Jair Bolsonaro, o deputado Daniel Silveira e o senador Marcos do Val, ocasião em que foi discutido um plano para tentar anular as eleições e impedir a posse de Lula, um outro personagem teria tomado conhecimento da trama: o general Braga Netto.

Em entrevista a VEJA desta semana, Marcos do Val revelou os detalhes da reunião secreta em que ele afirma ter recebido uma proposta do presidente da República para gravar conversas do ministro Alexandre de Moraes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral. A ideia era captar algum diálogo que pudesse comprometer ou constranger o magistrado.

Como mostrou a reportagem, o senador, depois de ouvir a proposta, procurou Alexandre Moraes e narrou os detalhes da conversa. Disse ao ministro que o presidente havia lhe pedido uma “ação esdrúxula, imoral e até criminal”, mas não quis formalizar a denúncia.

A VEJA, do Val também contou que, recentemente, falou com o general Braga Netto sobre a proposta que havia recebido do ex-presidente. A conversa, segundo ele, foi na sede do PL, em Brasília. “Eu contei essa história para o Braga Netto. O presidente queria fazer um golpe de estado…e ele disse: ‘Eu não acredito!’”

O general Braga Netto foi candidato a vice-presidente na chapa de Jair Bolsonaro. No dia 9 de dezembro, poucas horas antes antes da controversa reunião, Bolsonaro reapareceu no cercadinho do Palácio da Alvorada e falou pela primeira vez aos apoiadores depois da derrota nas urnas. Na ocasião, o general estava ao lado do presidente. Procurado, ele ainda não se manifestou.

Veja/montedo.com

5 respostas

  1. “Senador diz que contou a Braga Netto o plano golpista de Bolsonaro
    fevereiro 7, 2023
    2 Comentários”
    Com tanta falácia e as provas?
    ou será que uma estória contada muitas vezes vira História?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo