Escolha uma Página

Gabriel Centeno
EXCLUSIVO – Os dois últimos helicópteros de ataque Mil Mi-35 Hind da Força Aérea Brasileira (FAB) estão neste momento se deslocando para o Parque de Material Aeronáutico de Lagoa Santa (PAMA-LS), em Minas Gerais, onde serão desativados. Chamados de AH-2 Sabre, estes são os únicos helicópteros puramente de ataque, bem como as únicas aeronaves russas, na frota brasileira.
Uma fonte, que pediu para não ser identificada, confirmou ao AEROFLAP que os AH-2 Sabre de matrícula 8960 e 8961 estão indo da Base Aérea de Porto Velho (BAPV) para Cuiabá (CGB), passando pela Base Aérea de Campo Grande (BACG) e finalmente chegando ao PAMA-LS.
Enquanto um dos helicópteros será estocado no PAMA-LS, existe a possibilidade de que o outro seja preservado no Museu Aeroespacial (MUSAL) no Rio de Janeiro, acrescentou a fonte. A previsão é de que os helicópteros cheguem ao PAMA-LS na quinta-feira (03); a aeronave do MUSAL deve chegar ao seu novo lar no dia seguinte.
Um terceiro AH-2, de matrícula 8962, já foi enviado para o PAMA-LS, tendo iniciado seu deslocamento no dia 25/07. Outros três helicópteros, 8951, 52 e 53, permanecem em Porto Velho, mas já não voam mais. Estes também foram os primeiros helicópteros desativados.
Dessa forma, a FAB está concluindo a desativação operacional dos AH-2, autorizada em fevereiro e iniciada pelo Comando da Aeronáutica em março deste ano, com a aprovação da DCA 400-100.
A aposentadoria dos helicópteros de ataque também deixa um destino incerto ao Esquadrão Poti (2º/8º GAv), que operava os Mi-35 em Porto Velho (RO). A mesma fonte acrescentou que existe a possibilidade da unidade ser desativada, ou seguir em operação com helicópteros H-60 Black Hawk, mas diz que até agora não há qualquer garantia disso.
Também não há informações quanto ao destino final dos helicópteros. As aeronaves são modernas e tem cerca de 14 anos, apresentando um bom valor de mercado.
O AEROFLAP entrou em contato com o Centro de Comunicação Social da Aeronáutica nesta tarde. A organização militar não respondeu ao pedido de comentários do portal até o momento da publicação desta matéria.

Única aeronave militar da Rússia no Brasil
Desenvolvido a partir do Mil Mi-24 da antiga União Soviética, o Mil Mi-35 é a única aeronave de origem russa servindo às forças armadas brasileiras, bem como o único helicóptero puramente de ataque do país, sendo usado em missões de suporte aéreo, busca e resgate, interceptação de aeronaves ilícitas, patrulha de fronteiras, inserção e extração de tropas, dentre outras.
Os três primeiros AH-2 Sabre foram entregues em dezembro de 2009, sendo oficialmente incorporados em 17 de abril de 2010. O segundo lote foi entregue em outubro de 2010 e o terceiro em agosto de 2012. Contudo, houve um atraso na entrega do último lote, que só chegou em 26/11/2014. Todos foram trazidos a bordo de aeronaves An-124 da Volga-Dnepr.
Reconhecido por sua robustez – sua blindagem pode resistir disparos de calibre 20mm – e desenho agressivo, o AH-2 Sabre é equipado com um canhão GSh-23L de cano duplo, calibre 23mm, montado em uma torre móvel na seção frontal. Também pode usar 40 foguetes S-8 de 80mm ou 16 mísseis antitanque 9M120 Ataka.
Para autodefesa, a aeronave possui lançadores de chaffs e flares, além de supressores de calor, telêmetros, sensores térmicos e de TV. Outra característica é a capacidade de transportar oito soldados totalmente equipados ou 1500kg de carga no compartimento interno.
AEROFLAP/montedo.com

Skip to content