Escolha uma Página

Vice-presidente está em Nova York e participou de reunião no Conselho de Segurança das Nações Unidas

Mariah Aquino
O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou, nesta quinta-feira (21/7), que o Brasil não está neutro sobre a guerra entre Rússia e Ucrânia e que condena o conflito. A declaração foi feita durante a viagem do general aos Estados Unidos, onde participou de reunião do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) em Nova York.
O presidente ucraniano Volodymir Zelensky chegou a condenar, nesta semana, a neutralidade adotada por Jair Bolsonaro (PL) em relação ao conflito. O líder da Ucrânia afirmou, em entrevista ao Jornal Nacional, um dia após falar com o presidente brasileiro por telefone, que não apoia a posição de neutralidade de Bolsonaro sobre a guerra.
Em entrevista à agência ONU News, Mourão destacou que o Brasil “está pronto para participar na vida diplomática para acabar com essa guerra” e que, em sua visão, as sanções aplicadas contra a Rússia não estariam surtindo o efeito necessário.
“O Brasil condena o conflito. Agora, nós temos interesses tanto com a Ucrânia como com a Rússia. É uma questão de pragmatismo, de flexibilidade. O Brasil não concorda com o conflito. O Brasil condena o conflito, mas é uma questão que tem que ser resolvida pela via diplomática”, explicou.
Na reunião do Conselho de Segurança, o vice-presidente presidiu uma reunião a portas fechadas sobre a situação da paz e segurança com foco na violência contra as mulheres no Haiti. Ele disse apoiar a ação internacional abrangente para ajudar autoridades do Haiti nos esforços para fortalecer a legislação e mecanismos de resposta da polícia.
METRÓPOLES/montedo.com

Skip to content