Escolha uma Página

Abordagem ocorreu no último dia 16, mais de um mês depois da morte de Dom Phillips e Bruno Pereira ter sido registrada naquela região

Servidores da Fundação Nacional do Índio (Funai) foram abordados por homens armados a serviço de garimpeiros no Vale do Javari, no último sábado (16). A abordagem indica que os funcionários públicos continuam sem condições estruturais de trabalhar na região onde Dom Phillips e Bruno Pereira foram mortos, no início do mês passado.
O caso foi revelado pela União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) nesta terça-feira (19). Os servidores, que atuam na Base de Proteção Etnoambiental (Bape) do Vale do Javari, disseram ter sido abordados pelos enviados dos garimpeiros, que questionaram ainda quantos servidores estavam a trabalho no local.
Como o tom teria sido de intimidação ao trabalho dos indigenistas, o Exército foi alertado sobre a situação.
O caso ocorreu na região onde, no início de junho, o jornalista britânico e o indigenista brasileiros foram mortos em uma emboscada, por pessoas ligadas a garimpeiros e pescadores na região. Leia mais.
O Antagonista/montedo.com

Skip to content