Escolha uma Página

O Exército rebateu nesta 5ª feira (21) notícia publicada pelo site G1 que creditava a militares da ativa insatisfação com a atuação do ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira. A Força repudiou o texto e disse que a reportagem busca “apenas a discórdia e a cisão entre os militares da ativa e Ministro da Defesa”.

Leia a nota divulgada pelo Centro de Comunicação Social do Exército:
Sobre a notícia veiculada pelo jornalista Valdo Cruz, no site G1, intitulada “Insatisfeitos com o Ministro da Defesa, militares da ativa dizem ao STF que não endossam ataques às urnas!”, o Centro de Comunicação Social do Exército expressa o repúdio da Força ao contido na matéria, que parece buscar apenas a discórdia e a cisão entre os militares da ativa e Ministro da Defesa.
É indiscutível o relevante papel da imprensa para a garantia de uma democracia sólida e um ambiente de harmonia institucional. Assim sendo, disseminar desinformação somente contribui para instabilidade entre as Instituições e, consequentemente, entre os brasileiros.
Por fim, o Exército Brasileiro ratifica o respeito de seus integrantes à hierarquia e à disciplina, garantindo que a coesão entre os militares é uma característica inalienável da Força Terrestre.

Skip to content