Escolha uma Página

Presidente também citou o teto de gastos e a falta de dotação orçamentária

Jair Bolsonaro (PL) disse a representantes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Pernambuco nesta segunda-feira (30) que o governo federal não pode conceder reajuste para a categoria por causa do teto de gastos, da falta de dotação orçamentária e da pressão de “outros colegas” do funcionalismo público.
“Somos na verdade, pessoal da PRF, o primeiro governo que tem teto de gastos. Eu não posso dar aumento para a PRF, pra PF, pra Receita, pra quem quer que seja sem existir uma dotação orçamentária para tal. […] E digo a vocês publicamente, PRF (servidores da Polícia Rodoviária Federal): o grande problema não é o nosso lado, são colegas, outros servidores, que não admitem reestruturar vocês sem dar aumento até abusivos pro outro lado”, afirmou o presidente, durante discurso em Recife.
Durante as negociações envolvendo os reajustes, o presidente cogitou dar um aumento maior a policiais. Ele, no entanto, mencionou que houve insatisfação de outras categorias com a possibilidade e ameaças de greves. Na última semana, Bolsonaro disse que a “tendência” era dar um reajuste de 5% para todos os servidores.
O Antagonista/montedo.com

Skip to content