Escolha uma Página

O Tribunal de Contas da União determinou que a Aeronáutica passe a divulgar na internet a lista completa de todas as pessoas que embarcarem em aviões da Força Aérea Brasileira. A corte ordenou, ainda, que sejam recolhidas informações sobre os passageiros, sejam eles integrantes do governo ou acompanhantes, como os dados de documentos de identificação.
A decisão foi tomada no âmbito de uma representação protocolada pelo deputado Gustavo Fruet. O congressista acionou o tribunal depois de a Aeronáutica lhe negar informações sobre viagens realizadas por servidores públicos nas aeronaves oficiais entre janeiro de 2019 e maio de 2021.
À época, Fruet pediu a lista de voos dos ministros, dirigentes de empresas estatais e de agências reguladoras, além das respectivas datas das viagens, destino, motivo do deslocamento e nomes dos acompanhantes.
O Ministério da Defesa, porém, declarou que a FAB não tinha a relação das pessoas levadas por membros do governo nos aviões. A Força acrescentou que não dispunha das informações e que apenas divulga em seu site “a lista das autoridades requisitantes dos voos“.
CRUSOÉ/montedo.com

Skip to content