Escolha uma Página

Lane Barreto
Cerca de 1,1 mil militares das Forças Armadas prosseguem no socorro às vítimas das enchentes em Petrópolis, Rio de Janeiro. Até o momento, a Marinha, a Exército e Aeronáutica, em coordenação com a Defesa Civil, transportaram mais de 310 toneladas de donativos, incluindo água, alimentos, kits de higiene e material de limpeza.
Desde as primeiras horas da tragédia, os militares permanecem presentes no atendimento à população petropolitana.
Integrantes da Marinha e do Exército desobstruíram 46 vias de acesso em Petrópolis, permitindo o trânsito de pedestres e de automóveis. No sábado (26), finalizaram a desobstrução da Rua Tereza, importante polo comercial do município. A atividade aconteceu em cooperação com a prefeitura local.
No mesmo dia, a Força Terrestre transportou mais de mil cestas básicas para o depósito de abastecimento da Prefeitura de Petrópolis, no bairro do Retiro. Os donativos serão distribuídos para diversos pontos de apoio da cidade serrana.
O Exército apoiou, ainda, a Defesa Civil no resgate de 48 vítimas, removeu cerca de dois mil metros cúbicos de resíduos, como entulho, lama e escombros, o equivalente a mais de 130 caminhões do tipo baú.
Cerca de 130 equipamentos como viaturas, ambulâncias, tratores e helicópteros são empregados pelas Forças Singulares para as ações de desobstrução de ruas, controle de trânsito e distribuição de donativos, entre outras.
O Comandante do Comando Conjunto e do Comando Militar do Leste, General de Exército Jose Eduardo Pereira, menciona os esforços para garantir o apoio necessário à população petropolitana.
“Além dos meios já existentes em Petrópolis, o Comando Conjunto Leste permanece com as demais tropas e meios em alerta, em condições de, prontamente, reforçar as ações das áreas afetadas, conforme as necessidades e as demandas dos órgãos de Defesa Civil, ressaltou.
Em outra frente, militares da Força Naval prestaram mais de 1.500 atendimentos em hospital de campanha, em apoio ao sistema público de saúde da região. Já a Aeronáutica contribui com uma estação de controle de trafego aéreo, proporcionando maior segurança para o trafego de aeronaves na região.

Atuação Conjunta
Desde 16 de fevereiro, o Ministério da Defesa instituiu um Comando Conjunto onde centraliza as atividades da Marinha, do Exército e da Aeronáutica. A atuação ocorre em coordenação com a Defesa Civil e com órgãos federais, estaduais e municipais.
DEFESANet/montedo.com

Skip to content