Escolha uma Página

Presidente dos Estados Unidos afirmou que russos estão criando pretextos para iniciar uma guerra

INTERNACIONAL | Do R7
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, fez uma declaração à imprensa nesta sexta-feira (18), em Washington, e afirmou que Vladimir Putin, presidente da Rússia, já tomou a decisão de invadir a Ucrânia. “Nós acreditamos que as forças russas vão atacar a Ucrânia nos próximos dias”, afirmou Biden. Em resposta à pergunta de um jornalista, o americano cravou: “Acho que Putin já tomou a decisão de invadir”.
O presidente dos EUA explicou que vem mostrando a seus parceiros e aliados tudo o que sabe sobre a crise entre Rússia e Ucrânia, querendo deixar claro que é transparente em relação ao assunto. Biden também comentou que há uma escalada russa para que um ataque aconteça. “Nos últimos dias, vimos violações de cessar-fogo na região separatista da Ucrânia. Houve um ataque que disseram ter sido feito pelos ucranianos, o que é mentira. Os separatistas dizem que a Ucrânia estaria atacando a Rússia. Não há lógica por trás disso, a Ucrânia não escolheria fazer isso. Não há provas.”
Para Biden, essas informações falsas seriam a fabricação de um pretexto para que a Rússia possa invadir o país vizinho. “As forças ucranianas têm-se mantido firmes, não morderam a isca para entrar em guerra. Nós acreditamos que a Rússia atacará a Ucrânia nos próximos dias, mas não queremos um conflito. Queremos fazer tudo o que está ao nosso alcance para evitar um ataque.” Joe Biden afirmou também que, se houver uma guerra, os EUA e seus aliados apoiarão a Ucrânia, e que eles já estão fazendo isso com o envio de armas, munição e dinheiro para ajuda humanitária.
Na parte final de sua fala, o presidente americano declarou que, se a Rússia invadir a Ucrânia, haverá sanções pesadas. “Estamos munidos e prontos para impor sanções severas contra a Rússia.” Biden disse que há tempo para evitar um conflito: “A Rússia pode escolher a diplomacia, e podemos voltar à mesa de negociação, mas, se houver algum ataque, fecharemos a porta da diplomacia, e eles pagarão um preço alto por isso”.
R7/montedo.com

Skip to content