Escolha uma Página

Em seu primeiro mandato, Lopes disse a pessoas próximas que não gostaria de concorrer às eleições deste ano por motivos de saúde

Wilson Lima
O deputado federal Hélio Lopes (PSL-RJ), autointitulado Helio Negão, tem buscado apoio de colegas da bancada bolsonarista e também do Centrão na disputa pela vaga no Tribunal de Contas da União da ministra Ana Arraes, que completa 75 anos no segundo semestre, e deixará a Corte em julho.
A indicação de Lopes (foto, à direita) é capitaneada pelo Palácio do Planalto.
Em seu primeiro mandato, Lopes disse a pessoas próximas que não gostaria de concorrer às eleições deste ano por motivos de saúde – no final do ano passado, o parlamentar foi internado no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, com embolia pulmonar – e para dedicar mais tempo à família.
Por essa razão, uma solução encontrada por aliados e pelo presidente Jair Bolsonaro para não deixá-lo fora da vida pública seria indicá-lo ao cargo de ministro do TCU.
“Ele tem trabalhado para obter os votos. Mas não é alvo fácil”, admitiu um importante aliado de Lopes na Câmara.
Além de Lopes, como mostramos, outros três deputados disputam a indicação, que dessa vez caberá à Câmara: Soraya Santos (PL-RJ), Jhonatan de Jesus (Republicanos-RR) e o relator-geral do orçamento 2022, Hugo Leal (PSD-RJ).
O Antagonista/montedo.com

Skip to content