Escolha uma Página

Militar do Exército atirou três vezes após ser atacado com facão, diz testemunha
Cosmo Pereira foi atingido no pescoço e morreu em frente a terreno baldio

Dayene Paz e Bruna Marques
Militar da reserva do Exército é o principal suspeito de matar Cosmo Pereira Garcia, de 45 anos, com tiro no pescoço na manhã desta segunda-feira (31), no Bairro Portal Caiobá, em Campo Grande. Ele teria atirado depois de ser atacado com um facão e fugiu do local do crime.
De acordo com o delegado João Reis Belo, da 6ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande, Cosmo Garcia é natural de Sidrolândia e estava morando há poucos meses na Capital, onde foi acolhido por um conhecido, morador da Rua Luiz Filinto da Silva.
Na mesma rua, Cosmo morava e trabalhava, mas estaria causando problemas para a vizinhança, relatou uma testemunha, que pediu para não ter o nome divulgado.
O conhecido que abrigava Cosmo afirmou que presenciou o momento do crime nesta manhã. Ele relatou que viu o colega aparentemente transtornado e o momento em atacou o militar, que chegava em casa de moto. Cosmo estava com um facão na mão e teria “partido para cima” do militar, que efetuou três disparos.

A vítima caiu em frente a um terreno baldio, com um ferimento no pescoço. O Corpo de Bombeiros constatou o óbito e preliminarmente não encontrou outras lesões na vítima. O delegado Reis Belo afirmou que foi encontrado um projétil no local.
O militar fugiu com a arma de fogo utilizada para matar a vítima e também levou o facão que estava com Cosmo, confirmou à polícia. O delegado revelou que espera a apresentação do militar nas próximas hora.
CAMPO GRANDE NEWS/montedo.com

Skip to content