Escolha uma Página

Operações conjuntas cumpriram dois mandados de busca e apreensão em território dentro de floresta e no entorno de aldeia em Oiapoque.

John Pacheco-G1 AP — Macapá
Ação conjunta entre Polícia Federal (PF) e Exército cumpriu dois mandados de busca e apreensão neste domingo (14) para combater a atividade garimpeira ilegal em regiões isoladas dentro de áreas de preservação em Oiapoque, no norte do Amapá.
Não houve prisões em flagrante e as equipes, além dos mandados de busca, destruíram o maquinário usado na extração ilegal. A investigação identificou retirada ilegal de minério ocorrendo desde o início de 2021 com “considerável degradação ambiental”.
As áreas exploradas sem autorização, chamadas de “Russo” e “Vila Velha”, estão dentro da Floresta Estadual do Amapá (Flota) e no limite da terra indígena Uaçá, respectivamente.
O acesso até as regiões só foi possível através de helicópteros do Exército, de onde foram identificadas as áreas degradadas através das imagens aéreas.

Acesso às áreas de garimpo foi feito em helicópteros do Exército — Foto: Polícia Federal/Divulgação

As ações da PF deste domingo foram denominadas de operações Russo e Vila Velha e aconteceram no âmbito da operação Ágata, do Exército, todas atuando para coibirem crimes de degradação ambiental.
A corporação não detalhou o total de investigados e nem quais as participações dentro da atividade ilegal, porém frisou que os crimes de extração ilegal de minério, usurpação de bem da União e associação criminosa podem resultar em até 9 anos prisão, em caso de condenação.
G1/montedo.com

Skip to content