Escolha uma Página

Bela Megale
A cúpula da CPI da Covid tem discutido se o ministro da Defesa, Braga Netto, deve constar entre os indiciados no relatório final da comissão. A avaliação de parte dos senadores é que há elementos para apontar irregularidades envolvendo o general no período em que ele atuou como ministro da Casa Civil. Naquela ocasião, estava sob o guarda-chuva de Braga Neto o comitê de crise responsável pela catastrófica política de governo sobre a pandemia.
Parlamentares contrários ao indiciamento do ministro de Bolsonaro argumentam que ele não chegou a ser convocado para depor na comissão. Também apontam que o indiciamento do general pode acirrar os ânimos entre o Senado e as Forças Armadas. Este, aliás, foi o motivo que fez com que Braga Netto não fosse convocado a falar na CPI.
Os favoráveis ao indiciamento do ministro destacam que haverá outros citados no relatório final que não chegaram a sentar no banco da comissão. Argumentam ainda que é necessário responsabilizar Braga Neto pelo descaso com que o governo tratou a pandemia.
O Globo/montedo.com

Skip to content