Escolha uma Página

Operação envolvendo as três forças contará com 10 navios, 30 aeronaves e 1.000 viaturas

Robson Bonin
O Ministério da Defesa concluiu o planejamento do maior treinamento conjunto do Brasil em 2021, com o emprego de tropas e meios operacionais da Marinha, do Exército e da Força Aérea.
Trata-se da Operação Meridiano, que contará com cerca de 5.600 militares, dez navios, trinta aeronaves e 1.000 viaturas.
O exercício vai ocorrer em etapas nas regiões Norte, Sudeste e Sul. O propósito é avaliar e manter a operacionalidade conjunta das tropas.
Na região Norte, no estado do Pará, acontecerá a Fase Meridiano Poti, conduzida pela Força Aérea, entre 25 a 28 de outubro.
No Sudeste, ocorrerá a Fase Meridiano Dragão, a cargo da Marinha, no período de 3 a 6 de novembro, entre o litoral fluminense e do Espírito Santo.
Já na Região Sul, os treinamentos da Fase Meridiano Ibagé serão coordenados pelo Exército, a partir do dia 7 de novembro, entre os municípios de Canoas e Santa Maria, estado do Rio Grande do Sul.
O chefe de Operações Conjuntas do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, Almirante de Esquadra Petronio Augusto Siqueira de Aguiar, fala da importância da interoperabilidade entre as Forças.
“Hoje podemos afirmar que as operações conjuntas de nossas Forças Armadas estão em franco desenvolvimento. Neste contexto, a Operação Meridiano constitui-se em uma das principais ferramentas para consolidar e avaliar nossas capacidades de operar, de maneira integrada, em hipóteses de emprego especificamente selecionadas”, diz.
Radar(Veja)/montedo.com

Skip to content