Escolha uma Página

Vicente Nunes
Levantamentos feitos em tempo real pelos sistemas de inteligência do Exército e da Polícia Militar do Distrito Federal mostram que a adesão às manifestações de Sete de Setembro em favor do presidente Jair Bolsonaro está diminuindo. “O fogo está baixando. A força do movimento está mais na retórica do que na prática”, diz um fardado de alta patente.
Segundo ele, as decisões tomadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF), no sentido de conter os arroubos autoritários e a disseminação de fake news, ajudaram a frear os movimentos anti-democráticos. Aqueles que têm juízo “baixaram a bola”. A sensação, acrescenta o militar, é de que “havia muito fogo de palha”.
Os envolvidos no monitoramento das manifestações afirmam, porém, que o real tamanho das manifestações ficará mais claro a partir de domingo, quando os deslocamentos de apoiadores do presidente começarão. “Não há risco de fechamento de estradas, por exemplo”, enfatiza outro militar.
A percepção entre militares e policiais do Distrito Federal é de que tumultos maiores, se acontecerem, serão em São Paulo, onde apoiadores do presidente e oposição a ele vão se encontrar nas ruas. Em Brasília, espera-se um movimento mais pacífico. Bolsonaro participará dos atos na capital do país pela manhã e, à tarde, estará em São Paulo.
Blog do Vicente/montedo.com

Skip to content