Escolha uma Página

Como investigado pelo Metrópoles, a empresa Valorem Consultoria em Gestão Empresarial LTA, foi aberta no dia 22/02/2021

Nathalia Kuhl
O coronel da reserva Marcelo Blanco da Costa, presente no jantar em que um representante do Ministério da Saúde teria pedido propina a um vendedor de vacinas, foi apontado por abrir, dias antes do encontro, uma empresa de representação comercial de medicamentos. A informação foi confirmada pelo Metrópoles no site da Receita Federal.
O empresário Luiz Paulo Dominguetti Pereira, que se apresenta como representante da empresa Davati Medical Supply, afirmou à Folha que o coronel da reserva estava no encontro no restaurante Vasto, no Brasília Shopping, em 25 de fevereiro. Blanco foi assessor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde.
A reportagem do Metrópoles apurou que a empresa Valorem Consultoria em Gestão Empresarial LTA foi aberta no dia 22/02/2021, em Brasília. Ou seja, 3 dias antes da reunião relatada por Dominguetti.
Entre as atividades econômicas da companhia listadas na Receita estão as de representantes comerciais e agentes do comércio de medicamentos, cosméticos e produtos de perfumaria e também de instrumentos e materiais odonto-médico-hospitalares.
A empresa também tem dentre outras atividades declaradas, os serviços combinados de escritório e apoio administrativo, atividades de consultoria em gestão empresarial e atividades de intermediação e agenciamento de serviços e negócios em geral, exceto imobiliários.
METRÓPOLES/montedo.com

Skip to content