Escolha uma Página

Presidente criticou ação apresentada ao STF pelos partidos PCdoB e do PSol, na qual pedem a implementação de medidas no âmbito federal

Mayara Oliveira
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou nesta quinta-feira (22/4) uma ação apresentada no Supremo Tribunal Federal (STF) para que sejam implementadas em âmbito federal, em coordenação com estados e municípios, “providências urgentes e inadiáveis necessárias ao combate à pandemia de Covid-19”.
A Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão foi protocolada pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSol) e pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB).
Durante transmissão ao vivo nas redes sociais, Bolsonaro afirmou que o Exército brasileiro não irá para a rua “para manter o povo dentro de casa”.
“Eu já falei que o nosso Exército não vai para a rua para manter o povo dentro de casa. Está decidido. Então, PT, PCdoB, PSol estão perdendo tempo. E tudo [se] judicializa. Tenho certeza de que o STF não vai interferir nessa questão”, afirmou.
O presidente ainda voltou a falar contra o lockdown, embora o país nunca tenha adotado a política de fato. Na realidade, o que ocorreu é que governadores e prefeitos decretaram medidas restritivas em razão da pandemia.
“Nós já perdemos muito com o lockdown no Brasil. Sempre fui contra o lockdown. Fui favorável ao isolamento vertical, tá? Fizeram [o isolamento] horizontal e a desgraça está aí”, declarou.
METRÓPOLES/montedo.com

Skip to content