Escolha uma Página

No comunicado, Azevedo e Silva disse que preservou as “Forças Armadas como instituição de Estado”

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, comunicou nesta segunda-feira (29) que deixará o cargo.
Em nota oficial, ressaltou que, no período de dois anos em que esteve no cargo, preservou as “Forças Armadas como instituição de Estado”.
Ainda não há informações sobre as razões que levaram o ministro a pedir demissão.

Veja a íntegra do comunicado:

“Agradeço ao Presidente da República, a quem dediquei total lealdade ao longo desses mais de dois anos, a oportunidade de ter servido ao País, como Ministro de Estado da Defesa.
Nesse período, preservei as Forças Armadas como instituições de Estado.
O meu reconhecimento e gratidão aos Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, e suas respectivas forças, que nunca mediram esforços para atender às necessidades e emergências da população brasileira.
Saio na certeza da missão cumprida.”

GAÚCHAZH/montedo.com

Skip to content