Escolha uma Página

Ministro da Saúde afirma que só entregará o cargo caso o presidente Jair Bolsonaro solicite

Thomaz Molina
Eduardo Pazuello, ministro da Saúde, negou na tarde deste domingo, 14, ter pedido demissão do cargo ou ter sido solicitado pelo presidente Jair Bolsonaro a sair do governo. Em nota divulgada pela sua assessoria de imprensa, o general disse ainda que não está doente.
De acordo com o texto, Pazuello segue como “ministro da Saúde no combate ao coronavírus e salvando mais vidas”. Mas o general confirmou que vai entregar o posto à frente da Saúde “assim que o presidente solicitar”.
“Não estou doente, não entreguei o meu cargo e o presidente não o pediu, mas o entregarei assim que o presidente solicitar. Sigo como ministro da Saúde no combate ao coronavírus e salvando mais vidas”, diz o breve comunicado divulgado em uma rede social.
A Secretaria de Comunicação do governo confirmou que o presidente Jair Bolsonaro se reuniu na tarde deste domingo com a cardiologista Ludhmila Hajjar, do Incor e da rede Vila Nova Star. O nome dela foi indicado a Bolsonaro pelos presidentes da Câmara e do Senado para assumir o comando do Ministério da Saúde.
Veja/montedo.com

Skip to content