Escolha uma Página

Lauro Jardim
Na véspera de sua demissão do Ministério do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio teve um encontro com o ministro Luiz Eduardo Ramos tendo Jair Bolsonaro como testemunha.
O local, segundo Álvaro Antônio contou a interlocutores, foi o gabinete presidencial. Era uma reunião que Bolsonaro promoveu uma tentativa de reconciliação entre os dois, horas depois de o ainda ministro do Turismo ter descido a borduna em Ramos num grupo de WhatsApp integrado por ministros.
Só que não deu nem tempo de Álvaro Antônio falar uma terceira palavra além de “me desculpe”, ainda de acordo com o relato do ex-ministro.
Dedo em riste e gritando, Ramos reagiu em fúria, diante de um Bolsonaro atônito e de um Álvaro Antônio já mudo. Não quis desculpas. A cena terminou com dois seguranças da presidência entrando no gabinete para esfriar os ânimos.
O Globo/montedo.com

Skip to content