Escolha uma Página

Comando da Aeronáutica apresenta novas aeronaves F-39E Gripen
O Comando da Aeronáutica apresentou hoje (23), ao vivo, os novos caças multimissão F-39E Gripen, importados da Suécia – parte de um acordo de transferência de tecnologia militar. A apresentação acontece durante as comemorações do Dia do Aviador, na Base Aérea de Brasília.

Acompanhe a cerimônia:

O Dia do Aviador
Criado para celebrar todos que arriscam a vida nos céus, o Dia do Aviador, comemorado em 23 de outubro, remete ao voo de Alberto Santos Dumont, pai da aviação, e sua aeronave, o 14-Bis. O voo ocorreu na França em 1906, no Campo Bagatelle, e daria início a uma revolução no transporte de passageiros e nos hobbies de centenas de milhões de pessoas que usam os princípios da aerodinâmica para alçar voos.
O Dia do Aviador foi instituído em 1936, pela lei nº 218. Alberto Santos Dumont também é considerado patrono da aeronáutica, e possui a patente militar de marechal-do-ar. Santos Dumont dá nome, ainda, a uma importante honraria concedida pela Força Aérea Brasileira, a “Medalha do Mérito Santos-Dumont”.

Aeronaves de combate
Rebatizado pela Força Aérea Brasileira de F-39E, o Gripen NG é de origem sueca. O Brasil encomendou, em 2014, 36 unidades da fabricante Saab. Eles substituem a frota atual, que é composta por caças F-5, de origem norte-americana.
Os F-39E custaram para os cofres públicos cerca de R$ 24 bilhões, financiados em 25 anos. O recebimento das 36 unidades, no entanto, também é fracionado.
Capaz de voar em uma velocidade máxima de 2.400 km/h – praticamente duas vezes a velocidade do som (1.224 km/h), os F-39E são considerados “multimissão”, ou seja, podem participar de confrontos no ar, na terra e no mar.


Agência Brasil/montedo.com

Skip to content