Escolha uma Página

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) elogiou a proposta de reforma administrativa hoje pelo governo federal ao Congresso Nacional, em live transmitida ao vivo em seus canais oficiais. A proposta encaminhada ao Congresso não afeta magistrados, parlamentares, militares e membros do Ministério Público , além de não se referir aos servidores atuais. Ou seja: só será aplicável a quem entrar em órgãos públicos a partir da aprovação da reforma.
O presidente justificou que os gastos com algumas das categorias já foram revisados. Como exemplo, sugeriu que os militares não apresentam benefícios distintos de outros tipos de serviço público.
“Militar, por exemplo, se alguém quiser previdência de militar, está à disposição. Não temos hora extra, não temos fundo de garantia, não temos um monte de coisas. Estabilidade é com 10 anos (de carreira) e não três.”
Com informações do UOL
Leia a matéria completa.

Skip to content