Escolha uma Página

Nesta quarta-feira (12), as aeronaves KC-390 Millennium e Embraer 190 (VC-2), da Força Aérea Brasileira (FAB), decolam, de Guarulhos-SP, com destino a Beirute, no Líbano, para transportar a missão especial humanitária brasileira a Beirute, na República Libanesa.
O Governo brasileiro, conforme decisão do Presidente da República, Jair Bolsonaro, enviará ajuda humanitária ao Líbano, em resposta às devastadoras explosões que atingiram o porto de Beirute, no dia 4 de agosto.
A decisão foi anunciada, no último domingo (09), pelo Presidente da República, em videoconferência com Chefes de Estado e de Governo para tratar das ações internacionais de apoio ao Líbano.
O trabalho está sendo coordenado pelos Ministérios das Relações Exteriores, da Defesa e da Saúde no âmbito do Grupo de Trabalho Interministerial sobre Cooperação Humanitária Internacional, cuja secretaria executiva cabe ao Itamaraty.
O KC-390, que realiza pela primeira vez missão de assistência humanitária internacional, transportará seis toneladas de carga, que inclui medicamentos, alimentos e equipamentos de saúde, doados pelo Ministério da Saúde e pela comunidade libanesa no Brasil. A carga estará caracterizada como mala diplomática brasileira.
Já a aeronave Embraer 190 (VC-2) transportará a comitiva da missão ao Líbano, chefiada pelo ex-Presidente da República, Michel Temer, por convite do Presidente, Jair Bolsonaro. A comitiva é integrada por Senadores, autoridades federais e representantes da comunidade libanesa no Brasil, e também especialistas em assistência humanitária.
O Ministério da Saúde enviará medicamentos e insumos básicos de saúde: antibióticos, corticoides, analgésicos e insumos como ataduras, seringas e cateteres; e mais 100 mil máscaras cirúrgicas e 300 ventiladores pulmonares mecânicos; e a comunidade de origem libanesa no Brasil, alimentos.
O Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (CENAD) e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) continuam colaborando na elaboração de mapas com imagens satelitais de Beirute, utilizando o novo satélite brasileiro CBERS-4A.
Além das capacidades dos CBERS anteriores, este novo possui mais uma câmera, com resolução de 2 metros por pixel, que será muito útil nas atividades de mapeamento emergencial pós-desastres.
As duas aeronaves têm previsão de decolagem da Base Aérea de São Paulo (BASP), na tarde de quarta-feira (12/08), rumo a Fortaleza (CE), onde será realizado o primeiro intervalo técnico.
Na sequência, o KC-390 e o VC-2 seguem para a Ilha do Sal e prosseguem para Valência, Espanha. Após, decolam rumo a Beirute, com chegada prevista para a tarde da quinta-feira (13/08). No total, cada aeronave fará cerca de 30 horas de voo.

Ministro da Defesa se despede da tripulação que vai a Beirute
O Ministro da Defesa, Fernando Azevedo, despediu-se, nesta terça-feira (11), na Ala 1, Base Aérea de Brasília, de parte da tripulação que segue para Beirute, no Líbano. Ele fez questão de ressaltar a importância da Missão Humanitária Brasília de ajuda ao povo libanês.
“É uma ajuda significativa. O KC-390 vai levar material, equipamentos de saúde e alimentos. A comunidade libanesa é muito grande no Brasil e toda a ajuda que as Forças Armadas puderem dar será sempre útil”, afirmou.
Assim que pousou em Guarulhos, São Paulo, a aeronave KC-390, da Força Aérea Brasileira, começou a ser carregada com as 6 toneladas de donativos que transportará para o Líbano. Antes disso, é a vez de o Presidente da República, Jair Bolsonaro, despedir-se dos integrantes que compõem a missão, em cerimônia na Base Aérea de São Paulo.
DEFESATV/montedo.com

Skip to content