Escolha uma Página

Larissa Lustoza
Um projeto de lei determina a reserva de 10% das vagas em concursos policiais para quem cumpriu o serviço militar. A proposta foi apresentada no dia 30 de julho e deve passar pelas comissões.
De acordo com o texto do projeto de lei, egressos do serviço militar, tanto temporário quanto efetivo, das três forças estariam permitidos a participar da reserva de vagas.
Entenda melhor sobre o projeto de lei
O projeto de lei 3996/2020 é encabeçado pelo deputado David Soares (Dem SP). O objetivo é reservar 10% das vagas de concursos policiais – ou seja, PRF, PF, Guarda Municipal, PMs e Polícias Penais – para egressos do serviço militar.
No texto, estariam aptos a participar da reserva egressos tanto de serviços temporários militares quanto efetivos. Além disso, são considerados as três forças: Exército, Marinha e Aeronáutica.
Porém, o projeto exclui aqueles que sofreram medidas disciplinares ou tenham pedido baixo antes do período de oito anos.
Na justificativa do projeto de lei, o deputado aponta que se tornar um profissional militar exige uma série de qualificações, que são aperfeiçoadas durante o período.
“Com base em todo orçamento e tempo investido no corpo técnico das forças militares, não faz sentido dispensar tamanho conhecimento posto a prova em várias ocasiões se essas pessoas podem ainda cumprir fundamentais serviços a nação nos setores da segurança pública“, diz a justificativa.
Pelos militares serem profissionais treinados e de alto grau técnico, o deputado se justifica a importância de ter uma reserva de vagas nos concursos policiais.
No momento, a proposta somente foi apresentada à mesa diretora. Agora, o documento deve ser analisado e aprovado pelas comissões da Câmara dos Deputados. Leia o projeto de lei na íntegra aqui.
DIREÇÃO CONCURSOS/montedo.com

Skip to content