Escolha uma Página

Aliados dizem que ele tomou a decisão para acabar com especulações de que haveria envolvimento de militares da ativa na política.

Andréia Sadi
Um dos principais ministros do governo Bolsonaro, general Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) comunicou ao Alto Comando do Exército nesta quinta-feira (25), em reunião, que vai para a reserva.
Além do general Eduardo Pazuello, ministro interino da Saúde, Ramos é o outro ministro do governo que ainda está na ativa.
Segundo o blog apurou, Ramos foi fardado ao encontro desta quinta-feira e comunicou que no dia 1º de julho vai assinar o documento que o transfere para a reserva.
Aliados do ministro afirmam que ele tomou a decisão “irrevogável” para acabar com especulações de que haveria envolvimento de militares da ativa na política, e também abriu mão da carreira no Exército por acreditar que o governo Bolsonaro dará certo.
G1/montedo.com

Skip to content