Escolha uma Página

O Ministério da Defesa informou nesta quinta (25) que há 1,8 milhão de comprimidos de cloroquina em estoque no Laboratório do Exército, cerca de dezoito vezes a produção anual do remédio nos anos anteriores, informa O Globo.
Além dos 1,8 milhão em estoque, relata o jornal carioca, há 1 milhão de comprimidos que já foram direcionados ao Ministério da Saúde.
Segundo Fernando Azevedo e Silva, o ministro da Defesa, não há previsão de produzir mais medicamentos. “O laboratório químico produz cloroquina não por causa do Covid. Tem uma produção por causa da malária há muito tempo”, disse o ministro.
O Antagonista/montedo.com

Skip to content