Escolha uma Página

O porta-voz da presidência da República, Ótavio Rêgo Barros, 59 anos, foi mais um membro do governo a ser diganosticado com o novo coronavírus. O general, que não apresenta os sintomas da Covid-19, está cumprindo isolamento em sua residência e foi afastado das atividades no Palácio do Planalto.
Ao todo, mais de 20 pessoas ligadas ao presidente da República, Jair Bolsonaro, testaram positivo para a doença. A maioria delas integrava a comitiva que partiu com Bolsonaro para os Estados Unidos em meados de março. Entre eles estão o secretário especial de Comunicação, Fabio Wajngarten – o primeiro a ser diagnosticado, após a vigaem – e ministros Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Bento Albuquerque (Minas e Energia).
Bolsonaro se submeteu a dois exames para a Covid-19, entre os dias 12 e 17 de maraço. Segundo o Planalto informou, o presidente teria testado negativo para a doença, mas se recusou a apresentar cópias dos resultados.
DIARIODEPERNAMBUCO/montedo.com

Skip to content