Escolha uma Página

Gabriel Mascarenhas
O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, tem dado expediente na Esplanada todos os dias, mas impôs novas regras de contato com a equipe.
Aos 66 anos — portanto, grupo de risco — ele já deu sorte uma vez. Testou negativo para coronavírus ao voltar da viagem com Jair Bolsonaro para os EUA, enquanto parte da comitiva contraiu a doença.
Agora, Azevedo e Silva fica todo o tempo dentro de seu gabinete e só faz reuniões por vídeo-conferência.
Muita raramente, quando precisa falar com assessores pessoalmente — e mesmo assim nunca entram mais do que dois de cada vez. E, todo cuidado é pouco, ficam a metros de distância do ministro, falam o que têm de falar e se retiram.
Lauro Jardim (O Globo)/montedo.com

Skip to content