Escolha uma Página

Paris, 26 Nov 2019 (AFP) – Treze militares franceses da força antiterrorista Barkhane morreram no Mali em uma colisão
acidental de dois helicópteros durante uma operação de combate a jihadistas, anunciou nesta terça-feira o governo da
França.
O presidente francês, Emmanuel Macron, saúda “com o maior respeito a memória dos militares do exército, seis oficiais,
seis suboficiais e um cabo, vitimados em operação e mortos em nome da França no duro combate contra o terrorismo no
Sahel”, afirma um comunicado do Palácio do Eliseu, sede da presidência.
O acidente aconteceu na segunda-feira à noite durante uma operação da Barkhane, que mobiliza 4.500 militares na região
do Sahel.
Fontes do ministério da Defesa afirmaram que um helicóptero de ataque Tigre colidiu com um helicóptero de transporte
militar Cougar.
Emmanuel Macron “se inclina ante a dor de suas famílias e de seus entes queridos, expressa as mais profundas
condolências e assegura a solidariedade inabalável da nação francesa”, afirma o comunicado oficial.
O acidente eleva a 38 o número de soldados franceses mortos no Mali desde o início da operação do país no Sahel em
2013.
O acidente fatal anterior com helicópteros do exército francês aconteceu em fevereiro de 2018, quando dois aparelhos de
uma academia militar caíram no sul da França, deixando cinco mortos.

AFP/montedo.com

Skip to content