Escolha uma Página

Eles são de Feira de Santana, no interior da Bahia. Camila Pires Sampaio Costa, de 20 anos, e Matheus Pires Sampaio Costa, de 23, deram o ponta pé inicial neste sábado (17) ao receberem o Espadim.

Por RJ2

Casal de irmãos ingressa junto na carreira militar pela primeira vez na história da Aman — Foto: Reprodução/TV Rio Sul
Casal de irmãos ingressa junto na carreira militar pela primeira vez na história da Aman — Foto: Reprodução/TV Rio Sul

Um casal de irmãos que recebeu o Espadim durante a manhã deste sábado (17) entrou para a história da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman). Camila Pires Sampaio Costa, de 20 anos, e Matheus Pires Sampaio Costa, de 23, são os primeiros irmãos a ingressarem juntos na carreira militar.

Camila e Matheus são de Feira de Santana, no interior da Bahia. A caçula, desde pequena, já demonstrava que a vida militar se tornaria realidade em um futuro próximo. Foi ela quem incentivou o irmão mais velho a deixar a faculdade de engenharia e seguir o mesmo rumo nas fileiras do exército.

“A vida militar apareceu na minha vida como uma oportunidade que eu resolvi abraçar. Ela [a Camila] me incentivou bastante. Estudamos juntos, fizemos a prova juntos e passamos juntos”, contou Matheus.

Camila falou sobre o motivo da escolha da carreira militar.

“Tanto pela estabilidade como pela oportunidade de servir a pátria. Eu sempre achei uma profissão incrível. Ele [o irmão] ficar motivado em me ver motivada foi o que realmente aconteceu”, explicou a irmã.

Juntos, os irmãos entraram no pátio Tenente Moura, na Aman, em uma marcha que marcou uma caminhada que será concluída em 2022. Em um dia tão especial para toda a família, os pais, Antônio Marcos Barbosa Costa e Fernanda Pires Sampaio Costa, se enchem de orgulho.

“É uma satisfação muito grande e estar reunido com a família, o gostinho fica melhor ainda”, contou pai. “É realmente muito orgulho. É uma honra ter meus filhos com essa participação tão importante na história do Brasil”, acrescentou a mãe.

São mais de 1,5 mil quilômetros que separam os pais dos filhos. E, através de toda esta distância, os irmãos se ajudam para que uma parte da família continue unida. Mesmo que as regras da Aman não permitam muito contato, o laço familiar e a amizade ajudam a esconder um pouco a saudade de casa.

“A gente não está sempre próximo, mas existe sim um contato as vezes. No fim de semana a gente sai. É bom e importante”, disse Camila. “A tristeza vem mesmo e a gente fica um pouco pra baixo. Mas a gente conversa e consegue melhorar essa situação. A gente da apoio um ao outro”, comentou Matheus.

São cinco anos de formação, quatro deles na Aman. Depois desse processo, cada um assumirá um posto como oficial do exército em diferentes regiões do país. E, para enfrentar esta missão, dedicação e companheirismo são as características fundamentais que os irmãos usam para concluir com sucesso uma longa história.

“Só a educação e o estudo é que levam as pessoas aos melhores lugares. Por isso, a gente sempre apoiou. É um orgulho muito grande dos meus filhos. Eu parabenizo tanto a Camila quanto o Pires por nos darem esse presente. E a Deus por nos proporcionar isso também”, orgulharam-se os pais.

G1/montedo.com

Skip to content