Escolha uma Página
Prisão ocorreu na terça-feira (13) no bairro Boqueirão, em Curitiba, e foi confirmada nesta quarta-feira pela polícia
Cachorro saiu andando com partes do vestido da mulher em uma obra próxima a cena do crime
(Foto: Luciano Chinasso/RICTV Curitiba)
*Com informações da repórter Giulianne Kuiava, da RICTV Curitiba
Um subtenente do Exército Brasileiro pode ter ligações com um crime brutal ocorrido em fevereiro. Uma mulher foi encontrada morta sem cabeça e sem os braços em um matagal, em Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba.
Um detalhe que pode ter sido importante para identificar a mulher, é de que ela tinha uma tatuagem de anjo nas costas.
O subtenente foi preso na terça-feira (13) no bairro Boqueirão, em Curitiba, por policiais civis da Delegacia de Araucária, que investiga o caso. As informações foram confirmadas pela assessoria de comunicação da instituição.
A prisão temporária é válida por 30 dias por se tratar de homicídio qualificado. De acordo com a Polícia Civil, mais detalhes não serão fornecidos para não atrapalhar a investigação.
RICMAIS/montedo.com

Nota do editor
Trata-se do subtenente Edmilson de Souza Lima Júnior, que serve no 5º GACAP, em Curitiba,
Skip to content