Escolha uma Página
Ministério Público Federal denuncia conselho de administração da Petrobras por manipulação de preços e favorecimento ao PT
3/1/2003: O general Albuquerque recebe o Comando do Exército do general Gleuber Vieira 
(Imagem: Roosewelt Pinheiro-EBC)
O Ministério Público Federal no Rio de Janeiro entrou [ontem] com uma ação civil pública contra o ex-ministro da Fazenda, o petista Guido Mantega, e a ex-presidente da Petrobras, a também petista Graça Foster, por improbidade administrativa. Na ação, os procuradores acusam Mantega, Graça Foster e ex-integrantes do Conselho de Administração da Petrobras de manipular a política de preços da gasolina para represar a inflação nos anos de 2013 e 2014. “Em realidade, eles atuavam segundo orientação do governo federal, que intentava segurar a inflação, tendo em vista as eleições presidenciais de 2014”, afirmam os procuradores. 

Leia também

Petrolão: ex-Comandante do Exército é citado e pode virar réu em ação contra a Petrobrás.

Petrobrás:ex-Comandante do Exército entre investigados pela CVM por induzir investidores a erro

Também constam no processo a ex-ministra do Planejamento, a petista Miriam Belchior; o ex-presidente do BNDES, o petista Luciano Coutinho, o ex-ministro de Minas e Energia, Marcio Pereira Zimmermann, o general Francisco Roberto de Albuquerque e o conselheiro da estatal José Maria Ferreira Rangel.
videVERSUS/montedo.com
Skip to content