Escolha uma Página
Paraquedista cai em cruzamento e é atropelado por carro de luxo em Campo Grande
Acidente ocorreu por volta das 7h30, quando o fluxo de veículos era intenso no local. Paraquedista é sargento da Base Aérea e estava em missão de treinamento, segundo a Aeronáutica.
Paraquedista caiu em cruzamento e foi atropelado (Foto: Graziela Rezende/G1 MS)
Paraquedista caiu em cruzamento e foi atropelado (Foto: Graziela Rezende/G1 MS)
Graziela Rezende, G1 MS
Campo Grande (MS) – Um paraquedista de Base Aérea caiu em movimento e foi atropelado no cruzamento da avenida Fábio Zahran com a avenida Salgado Filho, em Campo Grande. O acidente ocorreu por volta das 7h30 (horário local) desta sexta-feira (27).
A vítima, segundo relatos do tenente do Corpo de Bombeiros Henrique Falcão, recebeu os primeiros-socorros na viatura e teve apenas escoriações, permanecendo consciente e sem fraturas.
“Ele é segundo-sargento, um profissional experiente. Estava descendo e disse que pararia no canteiro, porém, houve algum problema na manobra e pode ser até que as condições do vento tenham o impedido de parar ali. A vítima, então, caiu no cruzamento e foi atropelada por uma BMW branca que passava no local”, afirmou o tenente ao G1.
Paraquedista foi atropelado por carro de luxo em Campo Grande (Foto: Graziela Rezende/G1 MS)
Paraquedista foi atropelado por carro de luxo em Campo Grande (Foto: Graziela Rezende/G1 MS)
Questionada sobre eventuais dores, a vítima disse que estava bem e foi encaminhada ao hospital da Base Aérea. O condutor do veículo de luxo teve alguns cortes por conta do impacto da vítima no para-brisa do veículo, ainda segundo os bombeiros.
Com o grande fluxo de carros no horário, o tenente ressaltou que o acidente poderia ter sido muito mais grave. “Por sorte, a queda foi próximo ao canteiro, e não em meio aos carros”, disse.
 (Foto: Graziela Rezende/G1 MS)
BMW passava pelo local e atropelou o paraquedista (Foto: Graziela Rezende/G1 MS)
Em nota, o Centro de Comunicação Social da Aeronáutica informou que o paraquedista é da Ala 5 e estava em missão de treinamento quando “realizou uma aterragem fora da Zona de Lançamento”. “A Ala 5 está prestando todo o apoio ao militar e vai investigar as causas da ocorrência.”
G1/montedo.com
Skip to content