Escolha uma Página
Exército encontra pequena cidade de garimpeiros na Terra Yanomami
Núcleo de garimpeiros tinha cerca de 40 casas, onde viviam aproximadamente 100 pessoas, das quais 18 foram presas
Militares desceram de helicóptero para surpreender os garimpeiros que trabalhavam no local (Foto: Divulgação)
Por Folha Web
Boa Vista (RR) – A 1ª Brigada de Infantaria de Selva, durante a Operação Curaretinga X, ao receber informações da inteligência, localizou uma área de garimpo ilegal no interior da Terra Indígena Yanomami. O local tinha a estrutura de uma pequena cidade, com comércio e antena parabólica, numa região de difícil acesso e sem estrada.
O Exército estima que o garimpo ilegal produzia cerca de R$ 8 milhões por semana. A região encontrada fica a 330 km de Boa Vista, às margens do Rio Uraricoera. Desta vez, com mudança de estratégia, a área foi acessada por meio de helicóptero. Para evitar maiores fugas, os militares desceram de rapel.
De acordo com o major Rodrigo Luiz, da 1ª Brigada, os militares encontraram cerca de dez motores de garimpo, dez bombas de água, 20 geradores de energia, cinco balsas, oito mil litros de óleo diesel, embarcação, três motores de embarcação, 14 eletrodomésticos, oito eletroeletrônicos, 700 kg de alimentos não perecíveis e 379 litros de bebidas alcoólicas, além de materiais diversos, como roupas de mergulho, botijas de gás entre outros.
Todo o material apreendido passará por procedimento de perdimento no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e será destruído. “Conseguimos encontrar muito material mesmo. Já tínhamos informações da nossa inteligência dessa minicidade, mas não esperávamos encontrar tantos ilícitos”, disse o major.
Segundo ele, o lugar existia há quatro meses com uma estrutura de aproximadamente 40 casas. Residiam no lugar cerca de 100 pessoas, das quais 18 foram presas. Cerca de 1.100 militares participaram da ação. (E.S)
Folha de Boa Vista/montedo.com
Skip to content