Escolha uma Página
Militar é baleado em operação conjunta com policiais em Niterói
Assessoria do Exército informou que a vítima foi encaminhada para o hospital após ser atingida na mão, na favela do Caramujo
Policiais militares participam da mega operação conjunta com as Forças Federais e a Polícia Civil em Niterói (RJ) (PMERJ/Facebook)
Niterói (RJ) – Um militar ficou ferido durante um tiroteio na manhã desta quarta-feira, em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Ele participava de uma ação na favela do Caramujo quando se envolveu num tiroteio com criminhosos e acabou atingido na mão. Segundo a assessoria do Exército, o ferimento não é grave, mas o militar foi encaminhado para um hospital para ser avaliado.
As Forças Armadas e policiais civis e militares fazem desde a madrugada uma operação em favelas de Niterói. O objetivo é cumprir 26 mandados de prisão preventiva, dois de apreensão de adolescentes e 34 de busca e apreensão.
O Exército e a Marinha atuam com um efetivo de 2.600 homens, responsáveis pelo cerco de pontos estratégicos. Algumas ruas estão interditadas e os espaços aéreos controlados, com restrições para os aviões civis, mas sem interferência nas operações dos aeroportos Santos Dumont e Internacional do Galeão.
Dois helicópteros, um da Marinha e outro do Exército, e 33 blindados dão apoio às ações, além de 120 viaturas de transportes. Toda a operação é acompanhada e orientada, em tempo integral, pelo Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), localizado na Cidade Nova, no Rio.
Veja/montedo.com
Skip to content