Escolha uma Página
Faleceu ontem em Novo Hamburgo (RS), aos 92 anos, o Major Benno Armindo Schirmer, Herói da FEB na Segunda Guerra Mundial. Enquanto a saúde lhe permitiu, o Major Schirmer cumpriu uma romaria patriótica pelo Rio Grande do Sul, levando a militares e civis o testemunho de sua vivência de ex-combatente.
Em maio de 2013, ele foi homenageado pela Câmara de Vereadores de Novo Hamburgo. Falando sobre sua experiência nos campos da Itália, disse: “A guerra em si não é boa para ninguém que participa dela. Eu fui para lá no segundo escalão, era terceiro sargento. Ao chegar lá, fui para o depósito de pessoal, onde havia quase 20 mil homens. Disse que nunca iria para o front, porque era da artilharia, que briga de longe. Mas o comandante da minha companhia me chamou e perguntou se eu falava alemão.”  
Ele passou interrogar prisioneiros alemães. Por fim, precisou comandar patrulhas em combate:
“Foi horrível. Tanta bala passou perto de mim, assoviando nos meus ouvidos, e granada, que me gerou problemas no ouvido até hoje.”
Recebi, na área de comentários, esta manifestação anônima:de um integrante do 19 BIMtz, de São Leopoldo, cidade vizinha à Novo Hamburgo:


“Faleceu, ontem 25 de Abril de 2016, na cidade de Novo Hamburgo/RS, o Maj Benno Armindo Schirmer. Oriundo da arma de Artilharia, este herói da Força Expedicionária Brasileira serviu como intérprete na fase final da Campanha da Itália, contribuindo para que a rendição da 148º Divisão de Infantaria Alemã ocorresse com dignidade e altruísmo, valores que o soldado brasileiro sabe reconhecer quando o inimigo luta com a mesma fidalguia. Obrigado pelas histórias dos pracinhas brasileiros naquela Campanha que o senhor soube muito bem retratar.
INTEGRANTE DO 19 BIMTz – SÃO LEOPOLDO – RS”

Major Shcirmer, vá em paz. 
MISSÃO CUMPRIDA! 
BRASIL!!!

Skip to content