Escolha uma Página
Dilma cancela viagem ao Rio após alerta do Ministério da Defesa
Dilma: mais uma viagem cancelada por medo de protestos
Lauro Jardim
Dilma não vai mais viajar ao Rio de Janeiro na sexta-feira, para a cerimônia dos 70 anos do fim da II Guerra Mundial, no Monumento aos Pracinhas, na Zona Sul da cidade.
O Ministério da Defesa avisou há pouco ao Planalto que o Exército não pode garantir que os 800 militares na plateia do evento, a maioria da reserva e menos sensíveis à hierarquia dos tempos de democracia, não fossem, de alguma maneira, hostilizar Dilma.

Leia também:

Dia da Vitória: Exército vai tentar blindar Dilma das vaias em solenidade no RJ

Com isso, Dilma será a única chefe de Estado de um país que lutou na II Guerra a não participar da comemoração do fim do conflito.
Radar on-line (Veja)/montedo.com

Sugestão de desmarcar

dilma e pezão
Pezão prevê ambiente hostil a Dilma no Rio

Luiz Fernando Pezão telefonou nesta quarta-feira para o Palácio do Planalto e sugeriu que Dilma cancele a viagem que ela fará ao Rio de Janeiro na sexta-feira, para evitar o desgaste com eventuais protestos.

Dilma vai ao Monumento dos Pracinhas, no Aterro do Flamengo, participar dos 70 anos do fim da Segunda Guerra Mundial.
O temor de Pezão é grande por dois motivos. Primeiro, porque Dilma estará ao lado de expedicionários ainda vivos e militares – público conservador e avesso a ela.
Segundo, porque foi barulhento o panelaço na vizinhança de seu apartamento, em Laranjeiras, na Zona Sul do Rio. Lauro Jardim – Radar on-line (Veja)  

Skip to content