Escolha uma Página
Talvez tentando inserir um componente de luta politica em sua história, a escola de samba Império da Tijuca, do RJ, insere uma informação falsa em sua página oficial. Sobre o carnaval de 1964, quando a escola conquistou seu primeiro título, vencendo o grupo de acesso, o site da agremiação informa que: “Em 1964, vale um registro histórico. Por conta do Golpe Militar que culminou na ditadura militar brasileira, componentes do Império foram proibidos pelo Ato AI 1 de assumirem a direção da escola. Por conta disso, Ismael Silva, respeitado pela criação da 1ª Escola de Samba do Brasil, assumiu a presidência da escola e entregou a direção da agremiação à Sebastião Vicente da Silva, o querido Sr. Tião, que hoje é componente da Velha Guarda da Tijuca.”
 
É mentira! O Carnaval de 1964 foi de 8 a 11 de fevereiro. A Império da Tijuca desfilou no dia 9 (domingo). Jango seria derrubado 51 dias depois, no dia 31 de março e o Ato Institucional nº 1  editado somente em 9 de abril.

 

E assim, vai se reescrevendo a História!

Skip to content