Escolha uma Página
Filipe Prado
Campo Grande (MS) – Um cabo do Exército e mais dois jovens foram presos em flagrante na madrugada desta quinta-feira (22), ao abastecer, fugir sem pagar e adulterar a placa do veículo para não pagar multas de lombada eletrônica. A Polícia Militar flagrou o motorista no momento em que ele fugiu do posto de gasolina, localizado no Bairro Moreninhas, e o perseguiu até a região do Rita Vieira.
Conforme o boletim de ocorrência, uma viatura da PM passava perto do posto de gasolina e percebeu que o frentista acenava para o veículo VW Gol. A guarnição ligou a sirene e deu ordem de parada para o motorista, porém ele acelerou e fugiu.
A polícia perseguiu o veículo desde a Vila Morumbi até o Bairro Rita Viera. O motorista do veículo passou em alta velocidade por vários radares e por locais de tráfego intenso. Minutos depois, a PM interceptou o veículo.
Dentro do carro estavam três pessoas, o cabo do exército, Gabriel Matheus Neto, 21 anos, e mais dois homens, Maxmiller Márcio Cardoso Da Cruz, 24, e Adriano Cardoso da Cruz, 23. A PM encontrou dentro do veículo três cápsulas deflagradas de uma arma calibre 9 mm. O cabo afirmou que a arma era dele e que teria usado as munições em um treinamento.
Durante uma vistoria, os policiais contataram que o veículo estava com as placas adulteradas com uma fita isolante. A numeração ODM-2280, na verdade seria OOM-2200. Gabriel admitiu que modificou a placa para não ser multado em lombadas eletrônicas.
O frentista do posto de gasolina relatou que o condutor do veículo, Gabriel, pediu para que fosse abastecido R$ 50 de gasolina. No momento em que o frentista foi cobrar o rapaz, ele acelerou e fugiu do local sem pagar.
Os três foram presos em flagrante por furto e adulteração de sinal identificador de veículo automotor e encaminhados para a DEPAC (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) centro. O carro foi apreendido e levado para DEPAC do Bairro Piratininga.
Campo Grande News/montedo.com
Skip to content