Escolha uma Página
Prefeitura do RS derruba busto em homenagem a Costa e Silva
Retirada ocorreu em cidade natal do militar que presidiu país na ditadura.
Segundo município, um dos motivos é o relatório da Comissão da Verdade.
Remoção ocorreu uma semana após divulgação de relatório da Comissão da Verdade (Foto: Vinicius Brito/RBS TV)
Retirada ocorreu após divulgação de relatório da Comissão da Verdade (Foto: Vinicius Brito/RBS TV)
Vinicius Brito
Da RBS TV
A prefeitura de Taquari, município a 101 quilômetros de Porto Alegre, derrubou nesta terça-feira (16) o busto em homenagem ao marechal Artur da Costa e Silva, que foi presidente do país durante o regime militar (1964-1985).
O trabalho foi executado por uma máquina da prefeitura, mas até agora o município não se pronunciou oficialmente sobre o assunto. Presidente da República entre março de 1967 a agosto de 1969, Costa e Silva é natural de Taquari.
O monumento com mais de dois metros de altura em granito e bronze negro foi construído em 1976 e estava localizado na Lagoa Armênia, em uma praça central da cidade. A retirada da estrutura ocorreu na véspera dos 45 anos da morte do militar, nesta quarta-feira (17).
Segundo o relatório da Comissão Nacional da Verdade (CNV), divulgado semana passada, todos os militares que se tornaram presidentes durante a ditadura militar, entre 1964 e 1985, são responsáveis pelas violações de direitos humanos. Na lista, figura o nome de Costa e Silva.
Procurada pelo G1, a assessoria do município adiantou que desde a semana passada o prefeito Emanuel Hassen de Jesus, o Maneco (PT), analisava a possibilidade remover o busto. Um dos motivos seria o relatório da CNV. Ele deve se manifestar sobre a iniciativa ainda nesta terça.
Após a remoção, a estrutura será levada a casa onde Costa e Silva residia em Taquari, informou a prefeitura. No local, funciona atualmente um museu tombado em homenagem ao ditador.
G1/montedo.com
Skip to content