Escolha uma Página
Maré foi ocupada pelo exército em março de 2014
(Foto: Reprodução/TV Globo)
Mais de 800 homens participam de operação na Maré, Zona Norte do Rio
Ação faz parte da investigação do assassinato de líder comunitário.
Objetivo é cumprir mandados judiciais na região.

Do G1 Rio
Uma operação conjunta da Polícia Civil e do Exército era realizada na manhã desta quarta-feira (19) no Conjunto de Favelas da Maré, Zona Norte do Rio. Equipes da Divisão de Homicídios da Capital (DH/Capital) e militares da Força de Pacificação atuavam na ação. Mais de 800 homens estavam realizando buscas na comunidade.
A operação é um desdobramento da investigação do homicídio do líder comunitário Osmar Paiva Camelo, em 15 de setembro desse ano. O objetivo é cumprir mandados de busca e apreensão na região.
Alunos deitam durante tiroteio
Durante um intenso tiroteio no conjunto de favelas da Maré, na Zona Norte do Rio, no dia 3 de novembro, alunos de um projeto social da comunidade precisaram se jogar no chão para se proteger dos tiros. Segundo a artista plástico Yvonne Bezerra de Mello, as crianças ficaram apavoradas.
saiba mais
Tiroteios deixam um morto e um ferido na Maré, na Zona Norte do Rio
Há pouco mais de um mês, criminosos que dominam a venda de drogas na região do Caju, na Zona Portuária, tentaram invadir o Conjunto de Favelas da Maré. Na manhã do dia 3 de novembro, um homem morreu e uma pessoa ficou ferida em dois tiroteios. O primeiro caso aconteceu em um confronto entre supostos traficantes e militares do Exército na Vila do João. De acordo com a Força de Pacificação, dois suspeitos atiraram contra a tropa. Um deles foi atingido e morreu, enquanto o outro conseguiu fugir com as armas.
Pacificação da comunidade
As forças de segurança do Rio de Janeiro ocuparam na madrugada do dia 30 de março o Conjunto de Favelas da Maré, na Zona Norte do Rio. A área – com 130 mil moradores em 15 comunidades – foi preparada para receber a 39ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Rio. A entrada das forças de segurança no conjunto de favelas começou às 5h e durou 15 minutos.
Ao mesmo tempo, em diversos pontos da cidade, havia operações da polícia, prendendo pessoas ligadas a crimes na Maré. Entre as detidas estava Daiana Rodrigues, ex-namorada de Marcelo Santos das Dores, o Menor P, que disse ser o dono do tráfico na Maré quando foi preso.
G1/montedo.com
Skip to content