Escolha uma Página
O Foro de São Paulo é que nem cabeça de bacalhau: ninguém vê, mas ele existe. A ‘fina flor’ da esquerda latino-americana, reúne-se há vinte e quatro anos nesse encontro que surgiu como a via possível para o comunismo, após a queda do regime soviético. O guru desses caras é Antônio Gramsci e é inegável que eles obtiveram muitos avanços nesse período. Além da ditadura cubana, governam Brasil, Argentina, Uruguai, Venezuela, Bolívia e Equador, entre outros menos votados. O ‘sucesso’ dos esquerdistas podem ser sentido com mais intensidade em países onde as instituições são mais frágeis, como Venezuela e Bolívia.
Esta semana ocorre a 20ª edição do Foro, em La Paz. Os ‘democratas’ vão analisar a “contraofensiva imperial” contra os governos latino-americanos de esquerda.Então, tá.
Skip to content