Escolha uma Página
Operação Ágata 8 em Oiapoque, no Amapá (Foto: Reprodução/TV Amapá)
Operação Ágata 8 no Amapá (reprodução TV Amapá)
‘Salva Terra’ forma militares para garantir ordem em situações de risco.
Ação iniciou na segunda-feira (4) e segue até o dia 6 de agosto.

Fabiana Figueiredo
Do G1 AP
O Comando de Fronteira do 34º Batalhão de Infantaria de Selva (34º BIS) do Exército Brasileiro iniciou na tarde desta segunda-feira (4) a Operação Salva Terra, no município de Mazagão, distante 70 quilômetros da capital. A ação acontece todos ao anos com o objetivo de formarV os soldados da instituição militar no estado.
Cerca de 200 homens participam das atividades em Mazagão. O treinamento inclui patrulhamento a pé e motorizado, segurança de instalações, postos de bloqueios e controle de vias urbanas e estradas, monitoramento de pontos sensíveis de ocupação e operações de busca e apreensão.
De acordo com o tenente Luís Afondo, do seção de relações públicas do 34º BIS, a programação faz parte do exercício de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), uma operação miltiar conduzida pelas Forças Armadas em casos específicos, em área previamente estabelecida e por tempo limitado, com o objetivo de preservar a ordem pública.
A garantia da lei é pedida para atender a uma situação de indisponibilidade, insuficiência ou inexistência dos órgãos de segurança pública.
“Esse adestramento faz parte das instruções dos soldados para garantir a ordem local [GLO]. É uma operação maior que dos outros anos, que será para um adestramento mais eficaz da tropa”, explicou o tenente.
A operação, que vai acontecer até quarta-feira (6), intensificará táticas para monitorar e conter ocupação em áreas específicas.
“Vamos trabalhar ações para evitar ocupação de lugares sensíveis, para que ninguém ocupe locais de forma irregular”, concluiu o tenente Luís Afonso.
G1/montedo.com
Skip to content