Escolha uma Página
LAURA HOLSBACK
Soldado Geraldo morreu no Haiti (reprodução Facebook)
O corpo do soldado Exército Brasileiro, Geraldo Barbosa Luiz, de 21 anos, deve chegar ao Estado de Mato Grosso do Sul no próximo fim de semana. O militar morreu na última sexta-feira, dia 1º, no Haiti, onde estava desde maio deste ano, em cumprimento à missão de paz. Ele integrava 11º Regimento de Cavalaria Mecanizado (RC Mec) de Ponta Porã, onde morava, desde 2011.
De acordo com a assessoria de imprensa do Comando Militar do Oeste (CMO), em Campo Grande, a demorada no transladado se deve a procedimentos burocráticos da Organização das Nações Unidas (ONU), que duram até uma semana. “Quando há morte de militares durante força de paz é comum essa demora na liberação do corpo. É procedimento padrão da ONU”, disse o major Robson de Menezes Peroni Campos, chefe da comunicação social.
O comando ainda avalia como o transporte será feito. Previsão inicial é que o corpo chegue de avião ao Aeroporto Internacional de Campo Grande e siga por meios terrestres até o município de Ponta Porã, onde ocorrerá o sepultamento.

Leia também:
Soldado do Exército morre no Haiti, vítima de disparo de PARA-FAL

Ainda conforme o major, indícios apontam que Geraldo atirou contra a própria cabeça com a arma que usava para trabalhos, um fuzil. Ele, no entanto, não comentou sobre possíveis intenções do rapaz em se matar.
CORREIO DO ESTADO/montedo.com
Skip to content