Manaus: comércio busca novos gerentes entre oficiais temporários do Exército

Comércio em Manaus busca novos gerentes no Exército
Laís Motta . [email protected]
A meta é treinar 150 profissionais a cada semestre, informou o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL-Manaus), Ralph Assayag.
Ideia é treinar profissionais do Exército para que possam exercer funções de chefia no comércio
Imagem: Jair Araújo
O comércio quer buscar nos oficiais do Exército as qualidades de liderança para atuar em funções como gerente, subgerente e encarregados de seção. A meta é treinar 150 profissionais a cada semestre, informou o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL-Manaus), Ralph Assayag. Os prováveis ‘alunos’ estão na faixa de 28 a 35 anos e são naturais do Amazonas.
A parceria, que ainda não foi oficializada, é entre a CDL-Manaus e o Comando Militar da Amazônia (CMA). Segundo Assayag, a previsão é que o acordo seja firmado nos próximos 15 dias. O CMA confirmou, pela assessoria de comunicação, que há um interesse e que é viável firmar o contrato, mas que nada foi oficializado.
Os oficiais temporários não são considerados oficiais de carreira e tem vínculo com o Exército durante oito anos. Terminado o período, os oficiais retornam às atividades normais da vida civil. É nesse momento em que a parceria pretende treinar os oficiais, aproveitando a experiência em liderança que eles possuem.
“Víamos que poderíamos trazê-los para o comércio na tentativa de alocar esse pessoal que geralmente foi líder de algum setor, já comandou alguém no Exército”, disse Assayag. O executivo lembra que o comércio tem grandes necessidades em preencher vagas de chefia.
A CDL-Manaus já fez parceria semelhante com a Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica (Fucapi) no treinamento da Marinha. Com o Exército, o treinamento seguiria o mesmo modelo. O tempo total seria de 50 horas e, ao final, haverá a tentativa de já alocar os oficiais em lojas do comércio local. A Câmara dos Lojistas ainda desenha outros detalhes com o CMA.
D24am/montedo.com

2 respostas

  1. ST da 12RM diz:
    Sim ótimo agora esses oficiais que entram pela porta dos fundos no Exército e invariavelmente possuem algum padrinho podem ficar mais tranquilos pois seu futuro está mais tranquilo.
    Também poderíamos ter o mesmo tratamento para os Sgt da 12RM e CMA uma vez que esses em quase sua totalidade também possuem algum parente, normalmente o marido, na força.
    E que me provem o contrário.

  2. não há diferença entre um oficial de AMAN e um TEMPORÁRIO.

    Diferente dos sargentos tecnicos que ja devem possuir cursos, ou vir de soldados para ser OF EB basta ter 0 Ensino Médio completo e passar 10m em regime e meio expediente na formação

    JÁ FALEI PRO TEN AMAN LA QUE ELE E O TEMPORARIO SAO A MESMA COISA ATE IREM PRA ESAO, E QUE O TEMPORARIO E MAIS SAFO PORQUE APRENDE A MESMA COISA EM 1/4 DE TEMPO NÉ? ELE FICOU PUTO MAS FAZE OQUE E ISSO MESMO PORQUE SENAO NAO TINHA ESAO QUE E O QUE FORMA CAPITAO. TENENTE E TUDO IGUAL TEMPORARIO OU AMAN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo