Soldado do Exército é encontrado morto com tiro no queixo em quartel de SP

Soldado é encontrado morto dentro de quartel do Exército em Barueri
Família registrou boletim de ocorrência e disse acreditar que se trata de assassinato
Um soldado do Exército, de 18 anos, foi encontrado morto com um tiro no queixo dentro da base do Quartel de Bandeirantes [20º GACL], localizado no quilômetro 29 da Estrada de Jandira, no Jardim Belval, em Barueri. A morte ocorreu por volta das 22h30 de sexta-feira (3).
Segundo o boletim de ocorrência da Polícia do Exército, o jovem teria cometido suicídio dentro do quartel. Ele foi socorrido por dois militares e encaminhado ao Hospital Sameb de Barueri, onde morreu. A equipe realizou os levantamentos periciais no local e informou que inicialmente se trata mesmo de um suicídio. O documento foi assinado pelo perito Robson de Paula Alvarenga e pelo oficial, Tenente Gilson Cunha da Silva.
A família, no entanto, disse acreditar que a morte não se trate de um suicídio, mas sim de um assassinato. Os parentes dizem terem sido informados somente às 3h deste sábado e que o Exército comunicou que ele estaria em horário de trabalho, porém não estava fardado, mas sim vestido com roupas comuns.
Ainda segundo a família, o soldado foi levado já morto ao Instituto Médico Legal de Osasco, mas o local não quis receber o cadáver porque não havia sido feita a perícia no quartel. Eles só aceitaram após a realização do boletim de ocorrência. Os parentes descreveram o jovem como alguém calmo e que não teria motivos para se matar.
O Comando Militar Sudeste foi procurado pela Agência Record, mas até a publicação da nota ainda não tinha se manifestado sobre o assunto. A Polícia Civil de Barueri informou que não pode intervir em uma ocorrência que é investigada pela Polícia do Exército.
O corpo de Wellington Igor Santos Silva já está no Instituto Medico Legal de Osasco e deve passar por necrópsia ainda neste sábado. Um laudo pericial definitivo será elaborado com as causas da morte.
R7/montedo.com

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo