Oficial morto na Primeira Guerra Mundial é enterrado quase cem anos depois

Tenente da 1ª Guerra é enterrado quase cem anos depois de morrer
Bracelete permitiu identificar estos mortais de John Harold Pritchard.
Cerimônia com honras militares aconteceu nesta terça (23) na França.
Da AP
Soldado tem funeral com honras militares cem anos depois de morrer (Foto: AP)
Tenente tem funeral com honras militares quase cem anos depois de morrer (Foto: AP)
Quase cem anos depois de ser morto em combate na Primeira Guerra Mundial, o tenente John Harold Pritchard pôde ser enterrado com honras militares.
Os restos mortais de Pritchard só foram encontrados em 2009 graças a um bracelete de prata com seu nome gravado. A cerimônia aconteceu em um cemitério da cidade de Ecoust-St-Mein, na França, nesta terça (23).
Pritchard morreu no dia 15 de maio de 1917 durante combate perto da cidade francesa de Bullecourt.
Família faz enterra parente soldado quase cem anos depois de sua morte (Foto: AP)
Homem vestido de soldado da 1ª Guerra Mundial assiste enterro de Pritchard (Foto: AP)

G1/montedo.com

Uma resposta

  1. Parabéns aos inglese pelo respeito aos seus soldados falecidos em combate.

    Enquanto por aqui talvez muitos não saibam, mas quando fizeram o tralado dos restos mortais do Osório para o RS não estavam conseguindo abrir a sepultura, a qual ficava sob o monumento dedicado a ele na Praç XV, no Rio. Então, cogitaram de colocar ossos de outra pessoa no caixão a ser levado para o RS.

    Nos instantes finais, conseguiram ter acesso aos verdaeiros ossos (creio eu).

    Que diferença entre a consideração do Brasil com os países realmente importantes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo