Rússia diz que está ao lado dos EUA contra ameaças norte-coreanas

Ministros das Relações Exteriores da Rússia disse que “ninguém deveria assustar os demais”
Soldados americanos se preparam para nova sessão dos exercícios militares anuais conjuntos com a Coreia do Sul em Yeoncheon. Autoridades sul-coreanas disseram que é “consideravelmente alta” a possibilidade da Coreia do Norte disparar mísseis contra o Sul nos próximos dias
O chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov, advertiu nesta quarta-feira em Londres contra as manobras militares na crise norte-coreana e afirmou que Moscou e Washington têm uma posição comum.
“Sobre a Coreia do Norte, não temos nenhuma divergência com os Estados Unidos”, afirmou Lavrov no âmbito de uma reunião com o secretário americano de Estado, John Kerry, em Londres. “Ninguém deveria assustar os demais com (ameaças) de manobras militares, há uma grande possibilidade de que tudo se acalme”, acrescentou.
Há várias semanas, a Coreia do Norte lança ameaças de guerra nuclear como resposta às sanções da ONU por um novo teste nuclear realizado pelo país no início de fevereiro e pelas manobras que os Estados Unidos e a Coreia do Sul estão realizando na península.
Nesta quarta-feira, a Coreia do Sul e os Estados Unidos elevaram seu nível de alerta diante da ameaça vital representada pela Coreia do Norte, que estaria perto de realizar um ou vários testes de lançamento de mísseis, diante da aproximação do aniversário do nascimento do fundador do país, no dia 15 de abril. Neste contexto de fortes tensões, John Kerry viajará na sexta-feira a Seul.
Terra/montedo.com

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo