Escolha uma Página
Semarh, Exército e Defesa Civil trabalham em logística para distribuição de água no Canal do Sertão
Redação com Semarh
Secretário de Estado da Semarh, Comandante do Exército em Alagoas e Comandante da Defesa Civil em Alagoas se reuniram para discutir logística do Canal do Sertão
A entrega dos 65 km concluídos do Canal do Sertão em Alagoas foi marcada para o próximo mês de fevereiro e por isso a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), a Defesa Civil e o Exército se reuniram para discutir a melhor gestão de captação e distribuição de água para as comunidades ao entorno.
A melhor maneira de distribuição água para a população do semiárido alagoano foi discutida em uma reunião realizada na última sexta-feira (4), no quartel do Exercito em Alagoas com a participação do secretário da Semarh, Napoleão Casado, o Comandante do Exercito alagoano, Cel. Frederico Pinto Sampaio, e o Comandante da defesa civil em Alagoas, Cel. Adriano Amaral.
Dessa forma, a Semarh será responsável pela gestão de todo o perímetro construído, Cabendo a ela um gerenciamento adequado no que compete à captação, distribuição do líquido e fiscalização dos pontos de apanho e demais trechos do canal. Com esse o objetivo, o secretário de Estado, Napoleão Casado, se reuniu com os comandantes do Exército e da Defesa Civil, parceiros inseparáveis da Semarh no combate aos efeitos da seca, para que juntos encontrassem uma logísticas satisfatória para realizar a captação e a distribuição de águas para a população que vivem no entrono do canal. Assim como, conscientizar e orientar a população sobre o uso ordenado do líquido de forma a manter os recursos sustentáveis para as futuras gerações.
Tanto exército quanto Defesa Civil ficarão à disposição da Secretaria para ajudar a população nordestina nos problemas causados pela estiagem que assolam o Estado desde o início de 2012. O Cel. Pinto Sampaio se prontificou a continuar com os trabalhos que vem sendo realizado com a distribuição de águas através de carros pipas e com a fiscalização nos pontos de captação, através da realização de patrulhas no trecho edificado. O Cel. Adriano Amaral deixou a Defesa Civil à disposição para fazer o trabalho, junto com suas bases municipais, de Orientação e conscientização da população, sobre a importância do uso racional e ordenado do líquido.
Há uma preocupação dos órgão sobre a captação de águas no canal por causa do êxodo de moradores de regiões vizinhas que irão residir às margens do canal ou dos próprios moradores do entorno, pois eles podem captar água de forma desordenada, sem o mínimo controle sobre como e quanto está sendo captado. Por isto, a necessidade de realizar as ações e não deixar que o que deve ser distribuído de forma regular e igualitária para muitos, acabe sendo desviada sem controle para poucos.
primeiraedição/montedo.com
Skip to content